Um grupo de moradores do Distrito Federal tem vários motivos a comemorar: romperam a barreira do analfabetismo após aprendizagem em curso do projeto BB Educar, ministrado por voluntários aposentados do Banco do Brasil e alfabetizadores locais. A turma formou 55 alunos que passaram a exercer a leitura e a escritura da língua portuguesa. 150 foram matriculados durante o período abril/2017 a abril/2018.

O curso foi oferecido em seis turmas divididas nas regiões administrativas: 2 na Estrutural, 2 em Santa Maria, 1 no Paranoá e 1 no Palha/Varjão. Os alunos tinham entre 35 e 95 anos e a motivação de ampliar o círculo de convivência assim como obter melhores possibilidades de emprego e renda.

O projeto de alfabetização foi concretizado a partir da parceria estabelecida entre a Fundação BB e o Programa Providência de Elevação da Renda Familiar. Participaram também outras entidades como o Movimento de Educação de Base – MEB, as Obras Sociais da Arquidiocese de Brasília – OASSAB e o Comitê Esperança.

O BB Educar é uma tecnologia social da Fundação BB para capacitação de colaboradores que atuam em núcleos de alfabetização de jovens e adultos. A metodologia tem como base os princípios de uma educação libertadora e a prática da leitura do mundo, que considera a realidade do alfabetizando como ponto de partida do processo educativo.

Além do apoio oferecido pela Fundação BB, outras entidades ajudaram na realização das aulas. Os parceiros OASSAB e Comitê Esperança deram uma ajuda de custo mensal de R$ 400,00 para os seis moradores das regiões envolvidas que também atuaram como educadores voluntários. O MEB ajudou na formação dos voluntários das comunidades.

José Luiz Bianco Junior, Diretor-Presidente do Programa Providência e voluntário do projeto, afirmou que o curso foi uma experiência única porque houve a união de esforços de várias entidades assim como de voluntários das comunidades participantes.

Ordenar por
8item