Com o apoio da Mitra Arquidiocesana de Brasília, o Programa Providência, em articulação com a Pastoral Carcerária, está desenvolvendo ações voltadas para o processo de ressocialização de detentos prestes a conseguirem sua liberdade.

Para tanto, está concedendo-lhes a oportunidade de acesso ao mecanismo do microcrédito, com o qual poderão dar início ao desenvolvimento de atividades produtivas, com o fim de gerar renda própria em seu próprio favor e o da sua família.

Associado ao financiamento, e em uma ação de grande importante, está-se exigindo deles, interessados em participar desse esforço, a frequência em eventos de capacitação, realizado pelo SEBRAE, em ambiente franqueado na própria unidade de detenção, o Centro de Progressão Penitenciária, parceiro dessa iniciativa, por reconhecê-la de alto valor social.

Após 3 reuniões com grupos de detentos, escolhidos em comum acordo entre a direção do CPP e a Pastoral Carcerária, no dia 18 de setembro foi realizado o primeiro  treinamento.   Participaram do evento 24 pessoas, que se estendeu das 10h00 às 13h00. O resultado do encontro foi bastante positivo, tendo recebido elogios de todos os participantes, que agradeceram pela oportunidade de estarem ali, ocupados e aprendendo algo que poderá lhes ser útil para o resto de suas vidas. Solicitaram, inclusive, que no próximo evento o tema tratado seja o de custos e formação de preços de vendas. O projeto consiste em 4 eventos, sendo que o próximo acontecerá em outubro.

Interessante o fato relativo ao detento Clayton, que além de agradecer pela oportunidade proporcionada por este projeto de inserção social, conclamou os demais internos, interessados nas operações de microcrédito, para que eles aproveitassem essa oportunidade única, pois hoje em dia é muito difícil aparecer chances da espécie e que se esforçassem para pagar o empréstimo, pois esse dinheiro vai girar e vai dar oportunidade para outras pessoas que vão chegar do Presídio da Papuda.